12 de Agosto de 2022

“Estado Democrático de Direito sempre!”

Prezadas leitoras, caros leitores — David McCullough, que morreu no domingo aos 89 anos, fez parte de uma geração que reinventou a maneira de escrever não-ficção nos Estados Unidos e, depois, no mundo. Ele, como Gay Talese, Tom Wolfe, David Halberstam, Robert Caro, Bob Woodward e tantos outros passou a narrar histórias como se escrevesse romances. Com cenas ricas, trocas de olhares, descrição dos ambientes, diálogos intensos, emoções que fluíam. Escritos, sim, como se fossem ficção. Mas tudo rigorosamente apurado: cada olhar, cada fala, cada descrição de cena estava antes devidamente registrada num diário, numa carta, num depoimento ou, em alguns casos, havia sido testemunhada pelo escritor. Jornalistas de formação, num tempo em que a televisão estava nascendo, perceberam que o ato de contar sobre política, história ou sociedade precisava mudar. Era preciso seduzir o leitor. Ao fazê-lo, trouxeram de volta à vida personagens mortos há séculos. Puseram gente comum ... (Leia mais)

11 de Agosto de 2022

Bolsonarismo reforça campanha antiurnas com hacker da Vaza Jato

Aliados e integrantes da campanha à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) se encontraram com o hacker Walter Delgatti para fazer consultas sobre as urnas eletrônicas, segundo o advogado dele, Ariovaldo Moreira. A deputada Carla Zambelli (PL-SP) teria levado Delgatti ao presidente do partido, Valdemar Costa Neto, mas nega ter apresentado o hacker a Bolsonaro. Em 2019, Delgatti expôs conversas de integrantes da força-tarefa da Lava-Jato, num escândalo que ficou conhecido como Vaza-Jato. As gravações mostravam conversas indevidas entre os procuradores e com o então juiz Sérgio Moro e contribuíram para a anulação de uma série de sentenças proferidas pelo magistrado. O hacker chegou a ser preso e aguarda o julgamento em liberdade. (g1) O Exército anunciou ontem que não vai indicar um substituto para o coronel Ricardo Sant’Anna, excluído pelo Superior Tribunal Eleitoral (TSE) da comissão que analisa as urnas eletrônicas. O militar foi afastado após a revelação de ... (Leia mais)

10 de Agosto de 2022 | PREMIUM

Meio Político: Nascimento, ascensão e domínio do Centrão

O próximo presidente da República terá, logo no primeiro mês de mandato, um desafio: é a eleição para presidente da Câmara dos Deputados. Arthur Lira é candidatíssimo e sua promessa para os parlamentares não é pequena. É manter o Orçamento Secreto. É manter, no Congresso Nacional, o controle de uma verba que em teoria o Executivo deveria comandar. Uma verba que dá autonomia ao Baixo Clero dos deputados, compra suas reeleições, e ao mesmo tempo impede que o governo possa direcionar dinheiro para onde é necessário. Caso as pesquisas se confirmem e Lula seja mesmo o novo ocupante do Planalto, o Centrão será uma ameaça concreta à governabilidade. A essa altura, não custa voltarmos atrás na história porque a palavra ‘Centrão’ engana. Ela representa sim, e há 35 anos, uma mesma força política dentro do Legislativo. Mas a forma como esta força se organiza mudou tanto neste arco do tempo ... (Leia mais)

10 de Agosto de 2022

Golpismo do 7 de Setembro cresce forte no Zap

Lançada pelo presidente Jair Bolsonaro na convenção do PL, a convocação para manifestações no Sete de Setembro ganhou as redes sociais, marcada pelo tom golpista. Segundo levantamento do Monitor de WhatsApp da UFMG, a circulação de mensagens sobre o tema nas redes bolsonaristas cresceu 290% na última semana de julho. Além de chamarem para protestos em todo o país, os textos espalham notícias falsas sobre urnas eletrônicas e defendem atos antidemocráticos, como a intervenção militar e o afastamento dos ministros do STF. Aliados do presidente temem que a radicalização afaste eleitores, num momento em que ele recupera terreno nas pesquisas. (Folha) O clima beligerante nas redes sociais fez com que a equipe da Polícia Federal responsável pela segurança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pedisse apoio às superintendências da corporação. Os agentes relataram “adversidades” e “episódios de violência” vividos pelo candidato petista este ano. O pedido relata pelo ... (Leia mais)

9 de Agosto de 2022

TSE expulsa coronel e endurece com Forças Armadas

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, endureceu ontem sua postura em relação às Forças Armadas, negando o pedido dos militares para terem acesso aos dados das eleições de 2014 e 2018. Em resposta ao ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira, Fachin lembrou que as “entidades fiscalizadoras” não têm ingerência sobre pleitos anteriores, “não lhes cumprindo papel de controle externo do TSE”. Mais cedo, o presidente do tribunal afastou o coronel Ricardo Sant’ana do grupo de militares escalados para inspecionar o código-fonte das urnas eletrônicas. Como revelou a coluna de Rodrigo Rangel, Sant’ana mantém perfis pró-Bolsonaro nas redes sociais, onde difunde informações falsas sobre o sistema eleitoral. (Metrópoles) A exclusão do coronel atropelou o Ministério da Defesa, que já pretendia substitui-lo em função da militância online. Embora as informações falsas tenham sido publicadas em contas privadas, o Exército abriu uma sindicância para saber se Sant’ana violou ... (Leia mais)

8 de Agosto de 2022

Bolsonaristas pagam para distribuir fake news via Face e Insta

Políticos estão aproveitando brechas deixadas pela Meta para impulsionar informações falsas sobre as eleições nas duas principais redes sociais da empresa, o Facebook e o Instagram, apesar da proibição explícita do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo levantamento do laboratório NetLab, ligado a UFRJ, entre o 26 de junho e 31 de julho foram veiculados 21 anúncios por políticos bolsonaristas, com custo individual entre R$ 100 e R$ 600, com desinformação sobre o sistema eleitoral. A Meta não tem regras proibindo explicitamente a disseminação de informações falsas sobre as eleições. (Globo) Em outra frente, deputados federais e seus assessores buscam lustrar as próprias biografias retirando da Wikipedia informações que consideram negativas. Pelo menos três parlamentares bolsonaristas, Luis Miranda (Republicanos-DF), Loester Trutis (PL-MS) e Bia Kicis (PL-DF), receberam notificações por tentarem mudar o conteúdo de seus verbetes, e sua colega Carla Zambelli (PL-SP) está processando a empresa que gere a Wikipedia para ... (Leia mais)

6 de Agosto de 2022 | PREMIUM

Edição de Sábado: Olho nu

Pinceladas em tinta acrílica preta deixam seu olhar amendoado um tanto melancólico. A sobrancelha mais grossa do que é. O nariz quase inexistente. Seus traços são vigorosos, expressionistas. Pietra não está satisfeita com seu autorretrato no papel. Com as tintas, fica mais confortável captando outras mulheres. Ela mostra a tela com uma moça ruiva, cigarro em riste, forte. Suas musas na pintura são principalmente amigas, “mulheres que têm sua tristeza, que quase sempre não se veem da forma que são”. É uma obstinação de Pietra revelar alguma verdade das divas. A começar por sua própria. Na fotografia, sua arte primeira, a matéria-prima central é seu corpo. O erotismo. Mas, depois de mais de uma década dessa sexualidade contada pela lente alheia, ela agora se exibe a partir do próprio olhar. É soberana de sua imagem e história. Não é uma conquista banal, gratuita. O custo foram anos de incômodo com ... (Leia mais)

5 de Agosto de 2022

Moraes vota contra benefício a condenados por improbidade

Prezadas leitoras, caros leitores — Pietra Príncipe sempre foi exuberante. Perto de completar 40 anos — e exibindo sua sexualidade desde os 26, quando era apresentadora do “Papo Calcinha”, no Multishow —, Pietra agora é verdadeiramente musa. De si mesma. Depois de largar a televisão, reconheceu-se artista. A matéria-prima de sua arte é seu erotismo. Ela se fotografa nua e publica suas fotos na rede OnlyFans, onde pode cobrar por elas e interagir com os seguidores. É uma revolução. A criadora com o real controle de sua imagem. Mas o papo com Pietra é abundante. Ele perpassa cada fase da indústria adulta que viveu, da TV às revistas à internet, e desemboca em sua pintura. Sem tarjas. Na Edição de Sábado, vamos falar ainda do movimento que deu origem à Lei de Cotas, que completa 10 anos neste mês. Dezesseis anos antes de a lei ser aprovada, a Marcha Zumbi ... (Leia mais)

4 de Agosto de 2022

Com medo de manifesto, Bolsonaro cancela ida à Fiesp

O presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou ontem a sabatina a que se submeteria na Fiesp e um jantar com empresários, que ele próprio havia marcado para o dia 11 de agosto. É a mesma data em que será divulgado um manifesto pró-democracia organizado pela entidade e de um ato na Faculdade de Direito da USP, cuja Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito! (íntegra) ultrapassou 700 mil assinaturas. Embora a desistência tenha sido atribuída a um problema de agenda, nos bastidores, a equipe de Bolsonaro avaliou que ele encontraria um ambiente desfavorável na Fiesp e se veria cobrado a assinar o manifesto da federação, como já fizeram Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB) e Felipe D’Ávila (Novo). (CNN Brasil) Ontem, durante um culto evangélico dentro da Câmara dos Deputados, Bolsonaro voltou a ironizar os signatários dos manifestos pela democracia, os quais chama de “cartinhas”. ... (Leia mais)

3 de Agosto de 2022 | PREMIUM

'A democracia é um regime de prontidão'

A ideia de um gigante poderoso deitado em berço esplêndido para representar o Brasil é evocada sempre que interessa a um determinado grupo chamar para si a responsabilidade de acordá-lo. “O gigante acordou” pode dar arrepios ou nostalgia, a depender dos olhos de quem lê. As manifestações de junho de 2013 e a forma como elas foram se transformando ao longo dos anos seguintes confundiram o senso do que é uma mobilização ampla e democrática. A história, porém, encontra meios de reencenar esses momentos de uníssono. De um som alto o suficiente não para acordar o tal gigante, que sequer tem conseguido dormir com seu estômago vazio. Mas para assustar e afastar aqueles que querem terminar por sufocá-lo. As cartas em defesa da democracia engendradas na última semana têm esse potencial. Gestadas e assinadas por nomes e entidades de imensa representatividade, elas foram capazes de unir sob o mesmo espectro ... (Leia mais)

3 de Agosto de 2022

China entra em alerta militar com visita de Pelosi a Taiwan

A China colocou suas forças militares em alerta e iniciou exercícios com munição verdadeira nas águas em torno de Taiwan em resposta ao desembarque na capital, Taipé, da presidente da Câmara dos EUA, a democrata Nancy Pelosi, e de uma comitiva de parlamentares. A visita acontece a despeito do conselho da Casa Branca para que ela evitasse a escala na ilha em sua viagem pela Ásia. Na semana passada, o presidente chinês Xi Jinping mandou um recado a Washington, para que os americanos “não brincassem com fogo” na relação com Taiwan. A despeito de todo esse cenário, Pelosi disse, ao chegar em Taipé, que sua visita “reafirma o apoio inabalável dos Estados Unidos à vibrante democracia” da ilha. O Ministério da Defesa taiwanês disse estar “acompanhando com atenção” as manobras militares chinesas. (CNN) A tensão entre a China e Taiwan remonta 1949, quando os comunistas tomaram o poder em Pequim, ... (Leia mais)

2 de Agosto de 2022

Bolsonaro marca ida à Fiesp no dia de ato pela democracia

O presidente Jair Bolsonaro (PL) marcou para o próximo dia 11 sua participação na série de sabatinas organizada pela Fiesp. É a mesma data para a qual estão convocados dois atos em São Paulo em defesa da Justiça Eleitoral, da democracia e contra a grande mentira, as investidas do presidente sobre o processo eleitoral brasileiro. Um destes atos é organizado pela própria federação das indústrias. Na quinta-feira Bolsonaro havia criticado o presidente da Fiesp, Josué Gomes, por organizar um manifesto pela democracia com outras entidades empresariais. “Eu não entendi essa nota, que foi patrocinada pelo nosso querido filho do vice do ex-presidente Lula, seu Josué Gomes da Silva. É uma nota política em ano eleitoral”, afirmou. (Estadão) Então... Bolsonaro pode ter se colocado numa posição delicada, como conta o Painel. Como foi feito com Felipe D’Ávila (Novo), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), ele deve ser convidado a assinar ... (Leia mais)

1 de Agosto de 2022

Ameaçado por Kassio, Bolsonaro derruba candidato de Gilmar ao STJ

O preenchimento das duas vagas abertas no Superior Tribunal de Justiça (STJ) tem tudo para trazer dor de cabeça para o presidente Jair Bolsonaro (PL) uma instância acima, no Supremo Tribunal Federal (STF). A edição de hoje do Diário Oficial da União trouxe os nomes dos escolhidos: os desembargadores federais Messod Azulay, atual presidente do TRF-2, e Paulo Sérgio Domingues, que atua no TRF-3. O segundo é uma surpresa, já que o favorito era o desembargador Ney Bello, que teria sido preterido por pressão do ministro do STF Kássio Nunes Marques, conta Juliana Dal Piva. Os dois, que atuaram juntos no TRF-1, se tornaram desafetos em 2020. Além disso, Bello seria apadrinhado do ministro Gilmar Mendes. Defensor fiel — e não raro isolado — do governo, Nunes Marques fez saber ao Planalto que romperia com Bolsonaro se a nomeação fosse confirmada. Os dois nomes precisam ser confirmados pelo Senado. (Poder360 ... (Leia mais)

30 de Julho de 2022 | PREMIUM

Edição de Sábado: O bicentenário roubado

Toda manhã, Epitácio Pessoa pedia aos cozinheiros do Palácio do Catete que lhe trouxessem um pouco de carne crua e um prato. Ele mesmo picava com uma faca, bem miúda, espalhava por cima então um pó medicinal e punha num canto da porta para sua cadelinha. Ninon. A bichinha viveu entre seus pés em todos os três anos e tanto de seu governo. Às vezes ficava animada que só, sobre as duas patas traseiras, apoiada nas pernas do dono. Viviam um caso de amor afetuoso, o presidente e Ninon. Mas Epitácio não era para ter chegado tão longe. Era paraibano, e na Primeira República os presidentes vinham de São Paulo ou de Minas. Era esse o acordo. E Epitácio já havia alcançado ao ápice da carreira mais de uma vez. Um dos mais importantes senadores e até ministro do Supremo Tribunal Federal. Só que Rodrigues Alves, o velho paulista eleito ... (Leia mais)

29 de Julho de 2022

Datafolha aponta vitória de Lula no 1º turno

Prezadas leitoras, caros leitores — Quando o presidente Epitácio Pessoa abriu a grande exposição mundial com sede no Rio para celebrar o centenário da Independência, em 1922, o Brasil ambicionava se apresentar ao mundo. E o fez. Foi o primeiro grande evento internacional desde o fim da Primeira Guerra e os países do mundo estavam atentos. Exposições cuidadosamente planejadas ao longo de dois anos apresentaram o melhor da indústria, da engenharia, das artes, da saúde, da educação, dos esportes. O Brasil republicano tinha o que mostrar de si. Treze países foram convidados também a participar — e construíram prédios inteiros para se apresentar aos brasileiros. O que a França ergueu é hoje a Academia Brasileira de Letras. Portugal também construiu um edifício luxuoso e, depois, o transferiu inteiro para Lisboa. O palacete americano é ainda um dos mais belos da Zona Sul carioca. O contraste com as celebrações do bicentenário ... (Leia mais)

28 de Julho de 2022

Hackers e Bolsonaro atacam Manifesto pela Democracia

O site que abriga o manifesto pela democracia organizado pela Faculdade de Direito da USP sofreu mais de 1.500 ataques hackers nos últimos dias, revela Mônica Bergamo. Os criminosos tentam derrubar a página ou usam nomes falsos e xingamentos para tentar tumultuar a listagem. O documento já conta com mais de 100 mil assinaturas, incluindo os banqueiros Roberto Setubal e Pedro Moreira Salles, 11 ex-ministros do STF, economistas, juristas e personalidades da sociedade civil. Entidades empresariais, como a Fiesp e a Febraban manifestaram interesse em aderir. É possível assinar o manifesto aqui. (Folha) O presidente Jair Bolsonaro (PL) usou seu discurso na convenção do aliado PP para desdenhar do manifesto, dizendo não precisar de “nenhuma cartinha” para mostrar que defende a democracia. Nos bastidores, porém, o documento é visto no Planalto como um sinal de que o governo está perdendo apoio rapidamente, o que motivou o presidente a enviar emissários ... (Leia mais)

27 de Julho de 2022 | PREMIUM

As urnas como obstáculo ao golpe

Ao ter a candidatura à reeleição oficializada no último domingo, o presidente Jair Bolsonaro (PL) enfatizou seus ataques à Justiça – à Eleitoral em particular – e convocou seus apoiadores a tomarem as ruas no Sete de Setembro. Quer repetir, anabolizada, a jornada golpista do Dia da Independência do ano passado, quando a polícia do Distrito Federal impediu sete tentativas de invasão ao prédio do Supremo Tribunal Federal (STF). Dias antes, num movimento que provocou espanto entre diplomatas, convocou dezenas de embaixadores estrangeiros para fazer ataques infundados às urnas eletrônicas e ao sistema eleitoral brasileiro. Nos bastidores, até aliados do presidente viram o gesto como um “discurso de derrota” que não faz efeito além da bolha de seus apoiadores fiéis. Olhadas em conjunto e à luz das pesquisas de intenção de voto, as ações de Bolsonaro pintam um quadro de deslegitimação do processo eleitoral a fim de contestar um resultado ... (Leia mais)

27 de Julho de 2022

Sociedade civil — enfim — reage pela democracia

A divulgação oficial nesta terça-feira do manifesto em defesa da democracia organizado pela Faculdade de Direito da USP (veja a íntegra) e assinado por três mil pessoas, incluindo banqueiros, economistas e personalidades de diversos setores, motivou entidades empresariais a se manifestarem. A Fiesp informou que está organizando com sindicatos e organizações patronais um segundo manifesto, a ser divulgado no próximo dia 11 e que vai participar na mesma data de um ato organizado pela USP de apoio ao sistema eleitoral. Porta-voz do manifesto da Faculdade de Direito, o ex-decano do STF Celso de Mello, defendeu uma reação da sociedade aos ataques do presidente Jair Bolsonaro (PL), a quem chamou de “um político menor e medíocre”. (Folha e Estadão) O manifesto da USP está aberto e pode receber novas assinaturas. Já o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, fez pouco da adesão de banqueiros ao documento da Faculdade de Direito. Segundo ... (Leia mais)

26 de Julho de 2022

PGR tenta proteger Bolsonaro de acusações da CPI da Covid

Prezadas leitoras, caros leitores — Hoje estreia o #MesaDoMeio, nosso programa ao vivo de entrevistas. Todas as terças-feiras, às 19h, os jornalistas Pedro Doria e Mariliz Pereira Jorge e o cientista político Christian Lynch conversarão com um nome relevante da política nacional. A estreia é com a senadora Simone Tebet, pré-candidata de MDB, PSDB e Cidadania à presidência da República. O plano é trazer para o papo todos que estão na disputa pelo Planalto e representam partidos com grandes bancadas no Congresso Nacional. Ciro, Lula e Bolsonaro também foram convidados. Como é ao vivo, pelo YouTube do Meio, estaremos de olhos nas perguntas que nos mandam pelo chat. A participação está aberta a todos. E, logo após a entrevista, os três entrevistadores farão uma mesa redonda no site do Meio — uma conversa fechada para os assinantes premium a respeito de suas impressões do que foi dito. Assine para ver ... (Leia mais)

25 de Julho de 2022

Bolsonaro pede multidão nas ruas em 7 de setembro contra TSE

Enfrentamento com as instituições e mobilização de sua base de apoio. O presidente Jair Bolsonaro confirmou o tom de sua campanha à reeleição diante de um Maracanãzinho lotado na tarde de ontem, onde a convenção nacional do PL homologou sua candidatura, tendo o ex-ministro da Defesa Walter Braga Netto como vice. Durante um discurso de cerca de uma hora, Bolsonaro conclamou seus apoiadores para irem às ruas “pela última vez” no dia 7 de setembro. O alvo, mais uma vez, é o Supremo Tribunal Federal, a quem se referiu como “esses poucos surdos de capa preta”, dizendo que os ministros do STF “têm que entender que quem faz as leis é o Poder Executivo e o Legislativo”. Ele também não poupou ataques ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a quem chamou de “bandido” e “ex-presidiário”. (g1) Ao longo de seu discurso, Bolsonaro repetiu sete alegações enganosas sobre assuntos ... (Leia mais)