28 de Maio de 2024

Magda defende explorar petróleo em ‘novas fronteiras’

“O esforço exploratório dessa empresa tem que ser mantido, tem que ser acelerado.” A afirmação foi feita ontem por Magda Chambriard em sua primeira entrevista após assumir, na sexta-feira, a presidência da Petrobras, substituindo Jean Paul Prates. “Temos que tomar muito cuidado com a reposição das reservas, a menos que a gente queira aceitar o fato de que podemos voltar a ser importadores, o que para mim está fora de cogitação”, disse. Em sua fala inicial, citou a necessidade de encarar a transição energética, mas destacou o papel das novas fronteiras — como a Margem Equatorial do Amazonas — no futuro da estatal, uma política combatida por ambientalistas dentro do próprio governo. (Folha) A nova presidente também afirmou que a Petrobras tem de ser rentável e atender aos interesses dos acionistas, sejam eles privados ou governamentais. “Nós vamos respeitar a lógica empresarial. Não há como gerir uma empresa dessas sem ... (Leia mais)

27 de Maio de 2024

Netanyahu rejeita proposta do Hamas e volta a bombardear Rafah

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, rejeitou neste domingo a proposta feita pelo líder do grupo terrorista Hamas, Yahya Sinwar, de libertar todos os reféns em troca da retirada das tropas israelenses da Faixa de Gaza. Em nota, o gabinete do premiê disse que Sinwar quer que Israel deixe o Hamas intacto para que o grupo extremista possa “repetir as atrocidades cometidas em 7 de outubro”. Apesar da negativa, a negociações de paz serão retomadas nesta semana. Netanyahu vem sendo alvo de pressões externas sem precedentes para encerrar a ação em Gaza. Ao longo do fim de semana, Tel Aviv ignorou a determinação da Corte Internacional de Justiça e voltou a bombardear a cidade de Rafah, no sul do território palestino. Ontem, um ataque atingiu um campo de refugiados, matando ao menos 30 pessoas, segundo o Ministério da Saúde de Gaza, controlado pelo Hamas. Ao mesmo tempo, a polícia israelense ... (Leia mais)

25 de Maio de 2024 | PREMIUM

Edição de Sábado: Força bruta

Foi como se um tornado tivesse cruzado por Passo de Estrela. De repente, tudo se foi, como se nunca tivesse estado ali. Casas, ruas, prédios, bichos, gente, tudo desapareceu em poucas horas, deixando marcas de uma violência brutal. Do alto, era quase impossível acreditar que, até poucos dias atrás, milhares de pessoas viviam em mais de 500 casas desse bairro simples de Cruzeiro do Sul, uma cidade às margens do rio Taquari, a quase 150 quilômetros de Porto Alegre. Só de baixo, caminhando pelos destroços, era possível encontrar sinais do que fora uma comunidade bem estabelecida até poucas semanas. Quase todas as casas desapareceram por completo. Não sobraram vigas, não sobraram paredes, não sobraram escadas. Em quase todas, apenas partes do piso estavam lá, lembrando o que um dia teria sido uma sala, talvez um quarto, quem sabe uma cozinha. Em algumas áreas, nem isso. Placas de concreto se soltaram ... (Leia mais)

24 de Maio de 2024

Novas chuvas levam o caos de volta a Porto Alegre

Prezadas leitoras, caros leitores — Na Edição de Sábado, exclusiva para assinantes premium, vamos olhar para o Rio Grande do Sul pelas lentes de um repórter que já cobriu guerras de todas as dimensões e, ainda assim, está assombrado. Yan Boechat esteve no Afeganistão, na Síria, na Faixa de Gaza, no Congo. Mas diz que a destruição no Vale do Taquari é algo tão impressionante que não viu “nem em cidades duramente bombardeadas na Ucrânia ou no Iraque”. Durante a última semana, Boechat passou por Lajeado, Cruzeiro do Sul, Arroio do Meio, Encantado, Canoas, Eldorado do Sul e Porto Alegre e conta com exclusividade para o Meio o que nessa devastação ainda pode arrebatar um jornalista com esse grau de experiência. Também vamos falar de uma Porto Alegre que tenta se recuperar. A repórter Maria Eugênia Bofill acompanhou, antes que a capital voltasse a encher, a limpeza da Casa de ... (Leia mais)

23 de Maio de 2024

Haddad aumenta projeção de déficit para este ano

O governo reverteu o bloqueio de R$ 2,9 bilhões do Orçamento, mas elevou a projeção de déficit das contas públicas de R$ 9,3 bilhões para R$ 14,5 bilhões, equivalente a 0,1% do PIB. A nova projeção foi encaminhada ao Congresso ontem, no segundo relatório bimestral de avaliação de receitas e despesas do Orçamento deste ano. Apesar da piora, a projeção segue dentro do intervalo de tolerância previsto no arcabouço para o cumprimento da meta fiscal de déficit zero. Pela regra, há uma tolerância de 0,25% do PIB para cima ou para baixo, o que, na prática, permite que o governo encerre o ano com um déficit de até R$ 28,8 bilhões. O desbloqueio ajuda a reduzir a pressão sobre os ministérios das Cidades e dos Transportes, os mais afetados pelo corte preventivo de março. Essa liberação foi possível porque o governo conseguiu abrir um espaço fiscal permanente de R$ 15,8 ... (Leia mais)

22 de Maio de 2024 | PREMIUM

A surpreendente resiliência da democracia

A democracia tem se mostrado surpreendentemente resiliente no século 21. Ao fim da extraordinária expansão democrática global do final do século 20, várias democracias proeminentes, incluindo as das Filipinas, Hungria, Índia, Tailândia, Turquia e Venezuela, sofreram retrocesso ou colapso. Mas a grande maioria das democracias da “terceira onda” — regimes que se tornaram democracias entre 1975 e 2000 — persiste. Apesar de um ambiente internacional cada vez mais desfavorável, os temores de uma “onda reversa” ou de um “renascimento do autoritarismo” global ainda não se concretizaram. E o último quarto de século continua sendo, de longe, o mais democrático da história. A democracia sobreviveu ao fim das condições globais que ajudaram a impulsionar a terceira onda. Começando no sul da Europa em meados dos anos 1970, varrendo a América do Sul nos anos 1980 e atingindo o pico na década seguinte ao colapso da União Soviética, a onda quase triplicou ... (Leia mais)

22 de Maio de 2024

Dia de derrota da Lava Jato e vitória de Moro

Prezadas leitoras, caros leitores — Em uma parceria do Meio com a Fundação Fernando Henrique Cardoso e o Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, anteciparemos no Meio Político edições de artigos inéditos que serão publicados, na íntegra, na versão brasileira do Journal of Democracy, uma das publicações de ciência política mais respeitadas do mundo. No primeiro, que chega hoje aos assinantes premium a partir das 11h, trazemos um artigo de Steven Levitsky, professor de Harvard e coautor de Como as Democracias Morrem, com o professor de ciência política na Universidade de Toronto Lucan A. Way. Eles defendem que a democracia tem se mostrado surpreendentemente resiliente no século 21. Ao fim da extraordinária expansão democrática global do final do século 20, várias democracias proeminentes, incluindo as das Filipinas, Hungria, Índia, Tailândia, Turquia e Venezuela, sofreram retrocesso ou colapso. Mas a grande maioria das democracias da “terceira onda” — regimes que se tornaram ... (Leia mais)

21 de Maio de 2024

Promotor pede a prisão de Netanyahu e de líder do Hamas

O procurador-chefe do Tribunal Penal Internacional (TPI), Karim Khan, provocou um terremoto diplomático ontem ao revelar que havia apresentado um pedido de prisão do premiê de Israel, Benjamim Netanyahu, e do líder do Hamas, Yahya Sinwar, além de outras figuras de destaque em ambos os lados. Segundo ele, todos são acusados de crimes de guerra e contra a humanidade em função dos atentados terroristas do Hamas em 7 de outubro e da posterior invasão israelense à Faixa de Gaza. Israel e os EUA, seu principal aliado, não fazem parte do TPI, mas a corte alega ter jurisdição sobre os territórios palestinos ocupados pelos israelenses. Caso os juízes do tribunal atendam ao pedido, Netanyahu, Sinwar e os demais acusados podem ser presos caso entrem em um dos 124 países signatários do Tratado de Roma, que criou o TPI. (CNN) Embora as relações entre Washington e Tel Aviv não estejam em seu ... (Leia mais)

20 de Maio de 2024

Presidente do Irã morre em acidente de helicóptero

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, morreu em um acidente de helicóptero neste domingo. A imprensa estatal iraniana informou que a queda se deu por conta das más condições climáticas durante um voo que trazia Raisi e outras autoridades do vizinho Azerbaijão. O chanceler do Irã, Hossein Amirabdollahian, também morreu. O acidente ocorreu às 13h (horário local), entre as aldeias de Pir Davood e Uzi, na província iraniana de Azerbaijão Oriental, a cerca de 600 quilômetros de Teerã. Mas as equipes de resgate tiveram dificuldades de chegar ao local devido a más condições climáticas, como neblina, chuva forte e vento, e só localizaram a aeronave 12 horas depois. Raisi foi eleito em 2021 e seu mandato ia até 2025. Aos 63 anos, ele era a segunda maior autoridade do Irã e estava cotado para suceder o aiatolá Ali Khamanei, líder supremo, que tem 85 anos. (g1) O primeiro-vice-presidente, Mohammad Mokhber, ... (Leia mais)

18 de Maio de 2024 | PREMIUM

Edição de Sábado: A primeira vítima

No Palácio do Planalto, o alerta vermelho de que era preciso uma operação robusta da comunicação para combater notícias falsas sobre as cheias no Rio Grande do Sul acendeu na segunda-feira, 6 de maio. Nas redes, as atenções dos usuários estavam divididas entre dois impactos: conservadores estavam indignados com as cenas sensuais do show da cantora Madonna na Praia de Copacabana, que havia ocorrido na noite de domingo. Também todos assistiam, com perplexidade, aos vídeos divulgados da cheia do Guaíba, inundando Porto Alegre e a região metropolitana da capital gaúcha com as águas que já haviam causado estragos na região serrana do Rio Grande do Sul. A notícia que preocupou o governo unia esses dois mundos. E inundava o Facebook e o Instagram. A narrativa era de que o governo federal, por meio da Lei Rouanet, havia patrocinado o show da Madonna e, por isso, deixado de enviar recursos para ... (Leia mais)

17 de Maio de 2024

Rio Grande do Sul vai construir quatro cidades provisórias

Prezadas leitoras, caros leitores — Parece inacreditável, mas enquanto a sociedade se mobilizava para socorrer as vítimas do Rio Grande do Sul, com doações e ajuda humanitária, uma nova onda de fake news se levantou. Neste caso a vítima não é só a verdade, as pessoas que estão em situação de extrema vulnerabilidade no Sul do país também são afetadas diretamente pela desinformação. Na Edição de Sábado, exclusiva para assinantes premium, vamos explorar esse novo movimento de notícias falsas para entender quais forças políticas se movimentam a partir delas e por quê. Nossa repórter Maria Eugenia Bofill está no Rio Grande do Sul, visitou o abrigo montado na PUCRS e nos conta como vivem as 258 pessoas que estão morando no local depois de terem suas casas inundadas pela enchente do Guaíba. E damos uma olhada no julgamento de Donald Trump e no comportamento de aliados e inimigos do ex-presidente ... (Leia mais)

16 de Maio de 2024

Lula e Eduardo Leite disputam espaço no Rio Grande do Sul

O presidente Lula voltou ao Rio Grande do Sul para anunciar o pacote de medidas de assistência para vítimas das enchentes no estado e, conforme havia pedido a auxiliares, promover uma agenda além de encontros de gabinete e sobrevoos. A comitiva do presidente contou com 10 ministros e incluiu o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso. O discurso de Lula em São Leopoldo foi marcado por um tom de comício. No maior município governado pelo PT no estado, o presidente disse que pretende viver até os 120 anos para “disputar umas 10 eleições”. Ele também fez elogios a Paulo Pimenta, potencial candidato ao governo gaúcho em 2026 e recém-nomeado ao Ministério Extraordinário de Apoio à Reconstrução do RS. Aliados de Lula já haviam apontado que a escolha de Pimenta tem o objetivo de manter no estado um ator político que impeça o governador Eduardo Leite (PSDB) de se ... (Leia mais)

15 de Maio de 2024 | PREMIUM

O liberalismo ausente

Nas primeiras semanas de 2009, o cientista político inglês Timothy Garton Ash publicou no New York Times um artigo sobre o discurso de posse de Barack Obama como presidente dos Estados Unidos. “Faltava apenas”, ele escreveu, “o nome adequado para a filosofia política que ele descrevia: liberalismo.” A palavra liberalismo, sob pesado ataque do governo Ronald Reagan duas décadas antes, passou a representar para boa parte dos americanos uma ideia de governo inchado e incapaz de operar. Na Europa continental e América Latina, segue Ash, a palavra tomou o caminho contrário, representando a ideia de um mercado desregulado em que o poder do dinheiro se impõe a um Estado fraco. Não basta, sequer, chamar a coisa só de liberal. É preciso chamá-la neoliberal. Desde final dos anos 1970, já são quarenta anos de um trabalho de redefinição forçada do que é liberalismo, uma filosofia política de três séculos e meio ... (Leia mais)

15 de Maio de 2024

Após meses de fritura, Lula tira Prates da Petrobras

No dia seguinte à divulgação do resultado do primeiro trimestre, com queda no lucro líquido de 38%, Lula demitiu o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates. Segundo Malu Gaspar, o CEO da estatal se despediu na tarde de ontem de seus diretores e comunicou à equipe que o comando passa para Magda Chambriard, que foi diretora-geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) no governo de Dilma Rousseff. Nos últimos meses, Prates foi alvo de fritura interna no governo, com disputas com os ministros de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e da Casa Civil, Rui Costa, que almejavam ampliar o poder sobre a estatal. O desgaste se intensificou em meio ao impasse sobre a distribuição dos dividendos extraordinários da Petrobras. E se agravou após Silveira admitir em entrevista à Folha de S. Paulo o conflito com Prates, dizendo que não abriria mão de sua autoridade como ministro ... (Leia mais)

14 de Maio de 2024

Marina: 80 milhões de brasileiros vivem expostos a eventos climáticos extremos

A calamidade que se abate sobre o Rio Grande do Sul não é um incidente isolado, restrito a uma região. Em entrevista exclusiva ao Meio, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, revela que, segundo dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), 80 milhões de brasileiros em 1.942 municípios vivem expostos a eventos climáticos extremos e que sua pasta trabalha em um plano de prevenção para essas pessoas, o que ela chama de “uma UTI climática”. Colocar esse plano em prática, entretanto, não depende apenas de um dos Poderes. “O novo normal requer um novo estado jurídico, e o diálogo com o Congresso vai ser fundamental”, diz Marina. Não que seja uma tarefa simples, mas o que acontece hoje aos gaúchos pode transformar a forma de pensar daqueles que não levam a sério a urgência das mudanças climáticas. “É uma pedagogia do luto. Do luto ... (Leia mais)

13 de Maio de 2024

Pesquisa põe em xeque eventual reeleição de Lula

Candidato ainda não declarado a permanecer no cargo, o presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) tem uma perspectiva de reeleição em 2026 no mínimo ambígua, como mostra pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta segunda-feira. Para 55% dos entrevistados, ele não merece, no momento, um novo mandato, enquanto 42% acham que ele deveria ser reeleito. Por outro lado, se as eleições fossem hoje, nenhum outro candidato teria condições de derrotá-lo. Apresentados a uma lista de nove nomes, 47% disseram que votariam em Lula, contra 49% que não votariam. O mais próximo é o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que está inelegível por decisão do TSE: 39% votariam nele, e 54% não votariam. Os governadores que disputam o espólio de Bolsonaro têm um desempenho tímido, mas contam com espaço para crescer: Tarcísio de Freitas (Republicanos), de São Paulo, é desconhecido para 39% dos entrevistados em todo o país; Ratinho Júnior (PSD), do Paraná, tem ... (Leia mais)

11 de Maio de 2024 | PREMIUM

Edição de Sábado: Depois da tempestade

Na noite de quarta para quinta-feira, no Brasil dos vira-latas caramelos, muitos concordavam em ceder o apelido mais clássico e carinhoso dos cachorros sem raça definida para outra espécie. Imóvel, a imagem de um cavalo em cima de um dos telhados ainda parcialmente visíveis de Canoas (RS) provocava uma enxurrada de perguntas em cada mente. Como ele chegou até ali? Há quanto tempo? Até quando resistirá? Como resgatá-lo? Com helicóptero? Como içar um bicho tão grande e pesado. Melhor levar uma balsa? Tem profundidade suficiente? Dá para tirar de barco? É melhor se concentrar em salvar gente? E mais: parecia sonho, parecia filme. Na verdade, a pintura de um cavalo em cima do telhado no meio da planície alagada tem muito de surrealismo e nos trouxe símbolos. E a mistura de pesadelo com a dura realidade define a tragédia que ainda ocorre no Rio Grande do Sul. Caramelo deu ao ... (Leia mais)

10 de Maio de 2024

Governo consegue vitórias parciais no Congresso

Prezadas leitoras, caros leitores — A tragédia gaúcha mostra como estamos despreparados para lidar com fenômenos climáticos extremos. Na Edição de Sábado, olhamos para o que acontece no Rio Grande do Sul, para entender como deve ser uma cidade adaptada à realidade do aquecimento global e como a inovação tecnológica pode ser usada já neste momento crítico. Maria Eugênia Bofill, analista de redes sociais do Meio, está em Porto Alegre e traz também um relato de como tem sido viver na cidade na última semana. A edição de sábado é exclusiva para os assinantes premium do Meio. Para receber nossas reportagens especiais e análises, faça a sua assinatura. — Os Editores Compartilhe Tweet Compartilhe Governo consegue vitórias parciais no Congresso Em sinal de trégua no embate entre Executivo e Legislativo, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou ao lado do presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), um acordo para reoneração ... (Leia mais)

9 de Maio de 2024

Novos temporais agravam a situação no RS

A volta das chuvas ao Rio Grande do Sul gerou ontem novos alertas em regiões já devastadas por enchentes e deslizamentos, atrapalhando a retomada dos resgates. Pela manhã, a Defesa Civil emitiu um aviso de chuva forte e ventos acima dos 90 km/h para grande parte do estado, em razão de uma frente fria que deve derrubar as temperaturas. À tarde, o tempo virou em Porto Alegre, fazendo com que a prefeitura recomendasse a suspensão do uso de barcos que faziam o resgate de moradores ilhados. No início da noite, os trabalhos foram retomados. (g1) A tragédia já deixou ao menos 100 mortos, além de 130 desaparecidos e 374 feridos, segundo levantamento da Defesa Civil. As chuvas afetaram 1.476.170 pessoas em 425 dos 497 municípios, deixando 163.786 desalojadas e 67.428 em abrigos temporários. O nível do Guaíba começou a baixar na manhã de ontem, chegando a 5,08 metros, ante os ... (Leia mais)

8 de Maio de 2024 | PREMIUM

Os protestos contra Israel, Netanyahu e o antissemitismo

Uma espécie de tolerância zero foi decretada contra qualquer manifestação que pareça ser pró-Palestina depois do ataque terrorista do Hamas. Repressão, além disso, é sempre uma barragem provisória em sociedades que continuam a ser democráticas. Nos campi americanos é quase certo que não há melhor combustível para protestos de jovens do que uma boa repressão policial e as velhas reprovações de autoridades e políticos tradicionais. Aconteceu nos protestos que se espalharam pelo mundo a partir da Primavera Árabe de 2011, aconteceu durante as convulsões sociais do Black Lives Matter e acontecerá de novo. Prisões, banimentos, proibições e outras formas de intervenção violenta terão o efeito de multiplicar os eventos de protesto e de aumentar o número de manifestantes, se a política de resolver problemas políticos com polícia não for abandonada. Efeitos dos protestos universitários já se fazem notar. Os americanos em geral são mais pró-Israel que pró-Palestina, numa proporção de ... (Leia mais)