17 de Outubro de 2020
Consultar edições passadas

Edição de Sábado: O Colégio e o Voto



Eles queriam uma República, não uma Democracia, aqueles homens que fundaram os Estados Unidos. Quando se reuniram em debates que duravam dias sem fim, sua revolução já terminada, buscavam inventar um sistema, ou talvez recriar um sistema da Antiguidade, que produzisse liberdade da tirania, que trouxesse Justiça, e que de alguma forma desse vida a ideias ainda bem novas sobre as quais escreviam filósofos como John Locke, Montesquieu ou Voltaire, na Europa. Ideias a respeito da igualdade perante as leis. Isso foi há pouco mais de 230 anos. Eram, aqueles homens reunidos no ano de 1787 na Convenção Constitucional, em geral muito cultos, em geral muito inteligentes, e alguns muito sensíveis, mas também homens que traziam consigo os preconceitos do século 18, os buracos de conhecimento do seu tempo, e uma penca de valores que nos chocariam. Tinham de conviver com os limites tecnológicos de um tempo no qual a comunicação à distância ainda se dava por papel, pena e tinta de bugalhos, sacolão de couro e lombo de cavalo. O sistema eleitoral que aqueles homens inventaram naqueles dias, naquelas conversas, com aquelas cabeças, é o que definirá se o próximo presidente americano será Donald Trump ou Joe Biden. E lançará luz sobre a intensidade, no mundo, de um fenômeno que preocupa cientistas políticos por toda parte. A crise da democracia.




Esta edição só está disponível para os Assinantes Premium do Meio.

Já é assinante? Faça login.

Conheça: Chega mais rápido, edição extra de sábado, editoria de economia na edição diária e acesso ao Monitor, o software que usamos para ver as notícias de todos os sites em tempo real.


Mensal: R$ 9,90


Anual: R$ 99,00