30 de Outubro de 2021
Consultar edições passadas

Edição de Sábado: 2021: o ano em que os golpes voltaram



Nos últimos anos nos acostumamos a formular o raciocínio de que golpes de Estado não ocorrem mais — ao menos, não de acordo com sua formulação clássica, de interrupção brusca e violenta do poder constitucional. Mesmo quem trata o impeachment da presidente Dilma Rousseff, em 2016, como golpe argumenta justamente isso: hoje, golpes se disfarçam. O argumento se sustenta por números. Houve, em todo o mundo, um golpe de Estado durante 2020. Em 2019, foram dois. Em 18, nenhum. Em 17, um. Em 16, nenhum. Em 2015, dois.




Esta edição só está disponível para os Assinantes Premium do Meio.

Já é assinante? Faça login.

Conheça: Chega mais rápido, edição extra de sábado, editoria de economia na edição diária e acesso ao Monitor, o software que usamos para ver as notícias de todos os sites em tempo real.


Mensal: R$ 9,90


Anual: R$ 99,00