16 de Maio de 2020
Consultar edições passadas

Edição de Sábado: A tradição eugenista no mundo e no Brasil



No ano de 1912, chegou às livrarias americanas um pequeno livro que causou grande impacto: A Família Kalikak. Seu autor era um psicólogo ainda desconhecido que em pouco tempo e por algumas décadas se tornaria um dos mais respeitados intelectuais americanos. Henry Goddard tinha 46 anos, dirigia uma escola voltada para a educação daqueles que, no tempo, eram chamados ‘débeis mentais’. Deborah Kalikak, um pseudônimo, era aluna na instituição. Investigando sua genealogia, Goddard chegou ao tataravô da moça e, nele, acreditou ter encontrado uma prova contundente de que políticas sociais estavam causando dano à humanidade, interferindo no processo de Seleção Natural de nossa espécie e, assim, ampliando o número de pessoas com deficiências de toda ordem. Não foram poucos que saíram da leitura do estudo convencidos. Goddard foi um dos principais líderes do Movimento Eugenista Americano, que em nome de purificar o banco genético da sociedade promoveu programas de concursos de melhores bebês a leis para proibição de casamentos interétnicos e, até, programas de esterilização em massa.




Esta edição só está disponível para os Assinantes Premium do Meio.

Conheça: Chega mais rápido, edição extra de sábado, editoria de economia na edição diária e acesso ao Monitor, o software que usamos para ver as notícias de todos os sites em tempo real.


Mensal: R$ 9,90


Anual: R$ 99,00