11 de Julho de 2020
Consultar edições passadas

Edição de Sábado: Começando a reabrir?



A noite de sexta-feira, ontem mesmo, foi a primeira desde o início da quarentena em que os ingleses puderam sair de suas casas com mais liberdade. Salões abriram para os ansiosos por um corte de cabelo, os cinemas também — e os pubs. O início foi marcado com cerimônia. O premiê Boris Johnson foi à televisão, queria dar um tom de gravidade à circunstância. “Para que estes negócios possam se sair bem”, explicou, “para que o ganha-pão dos que contam com eles e mesmo a saúde econômica do país sejam favorecidos, dependemos de que cada um de nós atue responsavelmente.” Ao seu lado estava o ministro da Saúde. “Ninguém acredita que isto é sem riscos”, afirmou Chris Whitty. “Isto é uma tentativa.” O país, ele lembrou aos ingleses, enfrentará problemas sanitários e econômicos graves. “Estamos tentando trilhar o estreito caminho entre ambos.” Não será fácil. No último 15 de junho, a Grécia, cuja economia depende do turismo internacional, reabriu seus aeroportos após três meses fechados. Só permitiu a entrada de pessoas provenientes de países com baixa infecção. Pois também ontem, quase um mês após a reabertura, o país registrou 60 casos novos de coronavírus, o maior desde abril. 40 destes casos foram registrados entre turistas. O governo já cogita fechar tudo de novo.




Esta edição só está disponível para os Assinantes Premium do Meio.

Conheça: Chega mais rápido, edição extra de sábado, editoria de economia na edição diária e acesso ao Monitor, o software que usamos para ver as notícias de todos os sites em tempo real.


Mensal: R$ 9,90


Anual: R$ 99,00